domingo, 19 de junho de 2011

Condenamos a atitude do Professor e Psicólogo (marxista, socialista, esquerdista e construtivista) Hubert Van Gijseghem que defende a prática da pedofilia.

Condenamos a atitude do Professor e Psicólogo (marxista, socialista, esquerdista e construtivista) Hubert Van Gijseghem que defende a prática da pedofilia.

Clique no link abaixo para acessar a matéria:
http://pedofilianauniversidade.blogspot.com/2011/06/condenamos-atitude-do-professor-e.html

O juiz da 1ª Vara da Fazenda Pública Municipal e Registros Públicos de Goiânia, Jeronymo Pedro Villas Boas, mostra que há esperança para o STF se recuperar da sua imoralidade: "Mesmo com decisão do STF, casal gay tem união estável cancelada em Goiás"

O juiz da 1ª Vara da Fazenda Pública Municipal e Registros Públicos de Goiânia, Jeronymo Pedro Villas Boas, mostra que há esperança para o STF se recuperar da sua imoralidade: "Mesmo com decisão do STF, casal gay tem união estável cancelada em Goiás"

Clique no link abaixo para acessar a matéria:
http://corrupcaojuridica.blogspot.com/2011/06/o-juiz-da-1-vara-da-fazenda-publica.html

quinta-feira, 9 de junho de 2011

Homeopatia pode curar homossexualidade, dizem médicos cristãos

Homeopatia pode curar homossexualidade, dizem médicos cristãos

O Sindicato dos Médicos Católicos (UCP) da Alemanha está oferecendo em seu site um tratamento homeopata que cura a homossexualidade. Chamado de “Terapias Alternativas para a Homossexualidade” o método é oferecido como a única forma de fazer com que indivíduos com inclinação para a homoafetividade sejam “tratados” e “curados”.

(...)
Em 1993 a Organização Mundial de Saúde (OMS) não classifica mais a homossexualidade como doença. Mesmo sabendo disso a associação médica e religiosa apresenta algumas opções para a “cura’ como n “os tratamentos homeopáticos… com diluições, por exemplo, da chamada platina”, a “psicoterapia” e o “aconselhamento espiritual”.

“Conhecemos um certo número de pessoas com sentimentos homossexuais que sofrem muito e passam por um estado de emergência espiritual e psicológica”, declarou o líder da associação médica Gero Winkelmann para a revista online Telepolis.

“Se alguém está infeliz, doente ou sente que precisa de socorro, precisa ter a oportunidade de encontrar opções de ajuda como nós.”

(...)
Winkelmann defende os tratamentos alternativos dizendo que as intenções da organização não são “ferir ou pressionar ninguém”, mas oferecer uma “posição e opinião médica” para os interessados.

Mesmo que a UCP afirme não representar as políticas oficiais dos católicos, a Igreja Católica Alemã continua a lidar duramente em sua abordagem à homossexualidade, afastando sacerdotes que se assumem publicamente.

Fonte: Gospel Prime
Com informações Pavablog

Fonte na íntegra: http://www.walcordeiro.com.br/v1/2011/06/04/homeopatia-pode-curar-homossexualidade-dizem-medicos-cristaos/

terça-feira, 7 de junho de 2011

Psicólogo de Esquerda e Liberal aliciava menores via internet

No Pará, PF prende psicólogo que aliciava menores via internet

Lucas Azevedo
Especial para o UOL Notícias
Em Porto Alegre


Agentes da Polícia Federal (PF) no Rio Grande do Sul prenderam em Belém (PA) um psicólogo suspeito de aliciar menores pela internet. A prisão, realizada na tarde desta terça-feira (7), ocorreu após investigação iniciada em 15 de abril, em Porto Alegre. Na ocasião, um menino de 13 anos procurou a PF e denunciou o homem, de 29 anos, que induzia garotos a se despirem em frente à webcam.

Um amigo do menino denunciante, da mesma idade, estaria sendo chantageado pelo psicólogo para que produzisse mais imagens íntimas.

Através do e-mail do acusado, os agentes descobriram que ele aliciava outros menores, produzindo material pornográfico. Com auxílio de policiais federais do Pará, foi cumprido mandado de prisão preventiva e de busca e apreensão expedidos pela Justiça Federal de Porto Alegre, na chamada “Operação Efebo”.

Na casa do acusado foram encontradas imagens de pornografia envolvendo menores.

O psicólogo, que não teve o nome divulgado, foi conduzido a Porto Alegre e será indiciado por produção, posse e transmissão de imagens de pornografia infantil, além de aliciamento de menores pela internet.

Segundo a Superintendência da PF no Rio Grande do Sul, o nome da operação faz referência ao termo “efebo”, surgido entre os gregos para designar o jovem do sexo masculino que era iniciado na vida sexual por um homem mais velho.

Fonte: http://noticias.bol.uol.com.br/brasil/2011/06/07/no-para-pf-prende-psicologo-que-aliciava-menores-via-internet.jhtm

segunda-feira, 6 de junho de 2011

Psicoterapeuta cristã condenada por má conduta profissional por terapia reparativa

Psicoterapeuta cristã condenada por má conduta profissional por terapia reparativa

LONDRES, Inglaterra, 1 de junho de 2011 (Notícias Pró-Família) — Uma psicoterapeuta cristã poderá ser cassada e proibida de exercer sua profissão depois que um tribunal declarou na semana passada que os esforços dela para ajudar homossexuais a deixar o “estilo de vida gay” eram “irresponsáveis”
Lesley Pilkington
A Associação Britânica de Aconselhamento e Psicoterapia (ABAP) condenou Lesley Pilkington por negligência profissional depois que ela deixou suas “opiniões pessoais preconcebidas sobre o estilo de vida gay e a orientação sexual… afetarem seu relacionamento profissional de um jeito que era prejudicial”.
A justificativa contra Pilkington foi uma operação secreta conduzida pelo jornalista e ativista homossexual Patrick Strudwick, que recorreu a ela em 2009 pedindo ajuda para vencer sua atração de mesmo sexo. Strudwick estava gravando secretamente as conversações em suas sessões de terapia e usou as gravações para dar parte de Pilkington na ABAP.
Embora as decisões do tribunal devessem ter caráter confidencial, Strudwick publicou resumos no jornal Guardian. Em resposta, o Centro de Defesa Cristã publicou outros resumos, entre os quais estava o comentário da ABAP de que Strudwick havia “de modo significativo enganado [Pilkington], levando-a a acreditar que ele estava se sentindo bem e aceitando o modo dela tratá-lo” e que ele havia “manipulado o conteúdo das sessões de modo considerável a fim de atender à sua própria agenda”.
Apesar disso, a ABAP condenou Pilkington de negligência profissional por ter estendido as sessões com Strudwick durante as horas designadas e por não aconselhar Strudwick depois que ela havia se encontrado com o marido dela enquanto o jornalista gay estava do lado de fora do consultório.
O veredicto declarou que Pilkington será suspensa como membro da ABAP e que o registro profissional dela será cassado se ela não se submeter a um treinamento.
Strudwick publicou uma transcrição de seu encontro com Pilkington no jornal Independent em fevereiro de 2010. Em seu artigo no Guardian desta semana, Strudwick defendeu suas ações, afirmando que ele é um “homem gay assumido e feliz”.
Ele confessa que pediu que Pilkington o ajudasse, dizendo: “Eu pedi que ela me tornasse um homem normal. As tentativas dela de fazer isso zombam de todos os grandes órgãos de saúde mental da Inglaterra”.
Pilkington está recorrendo da decisão e defende a “terapia reparativa”, dizendo: “Estou profundamente preocupada com o fato de que o relacionamento privilegiado e confidencial entre um conselheiro e seu paciente ficará minado por um jornalista buscando um caso sensacionalista sem nenhuma base”.
“O que o Guardian fez foi abuso. Assim sendo, recomendo agir com moderação”.
Ela acrescentou: “A terapia reparativa é uma terapia válida que muitas pessoas querem e não deveria ser prejudicada por reportagens irresponsáveis. Ainda dá para se recorrer da audiência do tribunal”.
Artigos relacionados:
Traduzido por Julio Severo: www.juliosevero.com
Copyright © LifeSiteNews.com. Este texto está sob a licença de Creative Commons Attribution-No Derivatives. Você pode republicar este artigo ou partes dele sem solicitar permissão, contanto que o conteúdo não seja alterado e seja claramente atribuído a “Notícias Pró-Família”. Qualquer site que publique textos completos ou grandes partes de artigos de Notícias Pró-Família ou LifeSiteNews.com em português tem a obrigação adicional de incluir um link ativo para “NoticiasProFamilia.blogspot.com”. O link não é exigido para citações. A republicação de artigos de Notícias Pró-Família ou LifeSiteNews.com que são originários de outras fontes está sujeita às condições dessas fontes.